A construção das Máquinas



O primeiro passo para se obter uma fotografia pelo processo Solargrafia, é a escolha e subsequente construção da "máquina fotográfica", simples câmara escura, baseada nos princípios descritos por Mozi e tantos outros.

Procurámos, de forma simbólica, velhas caixas que outrora guardaram material explosivo, e que agora serão transformadas em objectos de paz e ensino.

Tais caixas são robustas e não permitem a entrada de qualquer luz no seu interior (excepto a de um pequeno furo ou estenopo e do qual falaremos mais tarde).


Começámos ( eu e o João) por fazer um furo, que permitirá depois, com auxilio de uma cartolina e agulha, construir a lente desta "máquina". Por agora é apenas um grosseiro furo feito com auxilio de uma chave de fendas.


Depois pintámos o interior e o exterior com uma vulgar tinta de spray preta. Por fora para tapar as letras e harmonizar a imagem. Por dentro para, dando jus ao nome de câmara escura, impedirmos que os fotões que lá entrem, andem a chocar com as paredes e desta forma criem imagens menos nítidas. 


E pronto. Amanhã ou depois, quando a tinta secar, vamos tratar do estenopo, verdadeiro segredo da fotografia pinhole.


Entretanto vamos começar já a pensar em quem entregar cada uma destas máquinas em cada uma destas ilhas....



O projecto Solargrafia #Azores_in_a_can, é uma iniciativa particular do Blog de Ensino e Dinamização de Processos Alternativos Fotográficos 
Foto de Cartão em www.fotodecartao.blogspot.com


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A 1.ª Câmara já está a captar o Sol nas Flores

Onde está a Câmara do Corvo? Nós dizemos.

Presidente da Câmara do Corvo recebe o nosso projecto.

No Corvo....algures virada a Sul.

A câmara da Ilha Terceira ja está colocada no Museu

No Poço da Ribeira do Ferreiro, nas Flores

Na escola Vitorino Nemésio já está colocada a câmara pinhole